domingo, maio 29, 2011

Ouça minhas playlists semanais no MixCloud


 Vou começar a fazer playlists semanais no meu Mixcloud. O tema da primeira é "Pop Psicodélico". Espero que gostem! ;-)

quarta-feira, maio 11, 2011

Maratona Teenage Fanclub - É hoje!!! Bandas tocando TFC


É hoje!!! Pra encerrar essa Maratona, outras bandas tocando músicas do Teenage Fanclub. Tem até uma surpresa no final, Pin Ups com o Marquinho Butcher no vocal, belíssima raridade!

Idlewild

Redd Kross

Saint Etienne

The Pastels

J Mascis

Litsuko (Shonen Knife)

Telekinesis

Afghan Whigs


Pin Ups

Pra esquentar para os shows, uma boa samaritana fez um playlist no Grooveshark com as músicas que eles cantaram em seus shows mais recentes.

Até hoje à noite na The Week e amanhã no Rio!!! Vai ser meu primeiro show no Circo Voador e justo do Teenage! \o/

PS: Estamos stalkean... ops, acompanhando os passos da banda no Brasil no grupo que abri no Facebook. Entrem lá! =)

terça-feira, maio 10, 2011

Maratona Teenage Fanclub - Falta 1 dia: fãs escolhem suas músicas favoritas - Parte 2


Ana Antoniolli, São Paulo/SP: Tenho 5 que ouço esteja triste ou alegre pois elas servem p/ qquer momento, mesmo não tendo nada a ver com a história:
Alcoholiday (Versão de 1990 - Peel Sessions, anterior a do "Bandwagonesque")
The Cabbage (do Thirteen)
Neil Jung (Grand Prix)
Winter (Songs of the Northen Britain)
E das covers mais incríveis (que acabou se tornando uma das minhas top 5) é "I Saw The Light", cover do Todd Rundgren. Só eles pra deixar uma cover melhor do que a música original, heuahayah!


Alexandre Matias, Brasila: "The Concept". Foi a primeira música deles que eu vi na vida, lembro direitinho, festival de Reading de 1992, por algum motivo transmitido pela TV Bandeirantes (num tempo em que nem eles se referiam a si mesmos como "Band"). Por conjunções astrais inexplicáveis, estava, ao mesmo tempo, valorizando o lado cancioneiro dos Beatles - aquela época em que você percebe que o "Rubber Soul" é tão importante quanto o "Revolver" - e descobrindo o Big Star via Replacements, e aí me vem essa banda, mais simples que tudo, valorizando a canção e a música pop num tempo em que as outras bandas que passaram naquela tarde de sábado tinham nomes como Ned's Atomic Dustbin, Swervedriver ou Wonder Stuff. E mesmo sendo o festival que lançou o Nirvana para o resto do mundo, são as camisas listradas do Teenage e o vestidinho curto de PJ Harvey (cantando "Sheela-Na-Gig") minhas lembranças mais precisas daquela tarde dos meus 17 anos. Foi o suficiente para sair atrás de um disco de nome comprido, que tinha um saco de dinheiro desenhado na capa, rosa-choque e amarelo-limão. Fui encontrá-lo em CD, nas lojas Americanas, edição que carrego comigo até hoje.


Fábio Bianchini, FloripaHá alguns anos, um desses canais de TV por assinatura passava "Cheers", aquele seriado antigo, que se passa dentro de um boteco. A música de abertura diz “algumas vezes você quer ir aonde todo mundo sabe o seu nome e estão sempre felizes por você ter aparecido”. Uma das personagens com quem é mais fácil de simpatizar no programa é um cara do tipo normalzão, que passa longe de ser o astro: fica ali no balcão, quase sempre com uma caneca de cerveja na mão, e ocasionalmente solta umas pérolas de sabedoria. Não por acaso, o nome dele é Norman. Norman também é o nome do cara quem compôs “Baby Lee”. É vocalista e guitarrista do Teenage Fanclub, uma das minhas bandas preferidas. Muitos dos meus amigos discordam frontalmente disso. “Medíocre”, “irrelevante” e “bandinha” são os adjetivos que usam comumente. Estão falando merda, claro, mas dá para entender de onde vem essa corrente de pensamento. Troco todos os derrogatórios ali do parágrafo anterior por “incorrigivelmente humano”. Animal o tempo todo, querendo ser transcendental, ocasionalmente conseguindo, frequentemente mundano pacas. E é esse lado mundano que quebra pra muita gente, deixa parecer que falta arrebatamento ou paixão, quando, na verdade, é a realização de algumas das promessas mais belas, solidárias e (de novo) humanas que a arte nos faz. Tudo isso fica ainda mais exacerbado quando, 20 anos adentro da carreira, eles lançam uma música como “Baby Lee”. A essa altura do campeonato, é como olhar nos olhos dos amigos, da família, das pessoas amadas e saber que nem precisa dizer ou ouvir “eu te amo”, mas querer mostrar mesmo assim. “Baby Lee” é arranjar novos motivos para amar aqueles que nos cercam ao mesmo tempo em que se apaixona de novo pelos motivos antigos. É sentir segurança quando olha em volta e lembrar de sempre olhar em volta quando precisa dela. “Baby Lee” sabe o meu nome. “Baby Lee” está sempre feliz porque eu cheguei.

Shin Oliva Suzuki, SP: Tinha 15 anos e a minha primeira namorada de verdade era japonesinha do tipo 'Nippon kid' e meio patricinha, mas por algum desvio da natureza curtia Teenage Fanclub demais. Mais do que eu até. Me lembro que no Dia dos Namorados de 1994 ela me deu uma camisa da Ellus bem de playba junto com uma fitinha que tinha o "Bandwagonesque" mais o single de "What You Do To Me". Eu só gravava os clipes na MTV. Me recordo até hoje do arrepio com os primeiros acordes de 'I Don't Know', junto com a paixão batendo. Foi a primeira menina a quem eu disse 'te amo'. Hoje no show a gente deve se encontrar - cada um com seus respectivos cônjuges e tudo parte de um passado bacana, uma passagem legal da adolescência que permanece. Fico pensando que é tipo eu no final de "Anos Incríveis", né?

Eu mesma: A primeira vez em que ouvi o "Bandwagonesque", emprestado do Leandro Saueia quando eu estava no primeiro ano da Facos, em 1994, não gostei muito. Por favor, não me julguem, eu tinha de 16 pra 17 anos e era fã de Guns n' Roses e heavy metal! Felizmente os amigos de faculdade me levaram pra um bom caminho e aos poucos fui gostando de coisas diferentes. Nos idos de 1998, quando vim morar em São Paulo, comecei a participar do chat de Música do ZAZ, entrei pra Poplist, aí danou-se, virei indie, hahaha! Em uma lojinha de discos da Av. Paulista quase esquina da Brigadeiro encontrei o CD do "Grand Prix" por 10 reais, foi aí que me apaixonei pela banda de vez e é o meu disco favorito deles até hoje. A Aninha Antoniolli, que sempre foi louca por eles, também me influenciou muito! Nunca me esqueço da vez em que ela subiu no palco do Orbital num show do Astromato em meados de 2001, quando eles fizeram uma cover de "Sparky's Dream", haha. O mesmo Orbital também foi cenário de uma festa que fizemos por um tempo com a Polly chamada "Discolite". Pirei nos três shows em São Paulo em 2004 e tive o prazer de trabalhar no lançamento do "Man Made" no Brasil em 2005, pela finada Slag. Quem diria que eu iria virar fã incondicional daquela banda pra quem eu torcia o nariz no começo? Difícil mesmo escolher uma só, mas escolho a "Neil Jung", pois além do "Grand Prix" ser o disco que fez com que eu me apaixonasse pela banda, compartilho com os Fannies o amor pelo Neilzão! ♥

Priceless
Set list do terceiro show do TFC em SP


Nos shows do Sesc Pompéia em 2004

segunda-feira, maio 09, 2011

Maratona Teenage Fanclub - Faltam 2 dias: fãs escolhem suas músicas favoritas


Perguntei pra fãs notórios qual sua música favorita do Teenage Fanclub. Vejam as respostas do #TeamEverythingFlows! ;-)

Liv Brandão, Rio de Janeiro/RJ: "Quem são esses fanhos?", perguntou uma estúpida Liv adolescente ao irmão, que ouvia um pedaço de "Dumb dumb dumb", do então recém-lançado "Howdy!". Com uma conexão a 14.400 kbps em plena vigência da Era Napster, o irmão mais velho tentava a duras penas baixar o disco novo de uma tal banda escocesa de nome não condizente com o som que faziam: Teenage Fanclub parecia estar mais pra 5ives e Xtinas, que àquela época Livzinha já andava ignorando por conta da nascente paixão pelo britpop. Não sei por que diabos, mas mesmo achando aquele vocal estranho, resolvi catar os CDs daquela banda na coleção do meu irmão e PLOFT. Bateu. Com todos os álbuns de estúdio disponíveis, corri para tentar baixar tudo mais o que eu conseguisse - e a conexão capenga permitisse: lado B, gravação ao vivo, mp3 com os caras assoviando. Tudo valia. Até que encontrei essa versão acústica de "Everything Flows", uma das coisas mais bonitas que já ouvi nessa vidinha. Pirei mesmo, pirei tanto que, graças a ela (e a todas as outras, confesso), o TFC entrou pra lista de preferidas do coração. E ainda bem que a primeira impressão não ficou.


Luiz Alberto Moura, Rio de Janeiro/RJ (irmão da Liv): "Everything Flows"... Foi quando tudo começou. Naquele Reading Festival que a Band passou. Essa música teve o mesmo efeito que "Smells Like Teen Spirit" teve em mim em 91. O Teenage (e o Nirvana) me fez querer ter uma banda. Tanto que a minha banda se chamava grandprix, pelo disco deles. E "Everything Flows" ainda é a minha música preferida at all. 



Alexandre Sigrist, Americana/SPEra final de 1992 e, não sei a razão, a TV estava ligada na Band, então chamada Bandeirantes. Eu até sei a razão, mas não vem ao caso. Do nada, começa um especial sobre o festival de Reading daquele ano. Pavement, L7, Mudhoney - uma banda melhor que a outra. De repente, entra o Teenage Fanclub, banda da qual eu já havia lido bastante na saudosa revista Bizz e cujo disco da época, o "Bandwagonesque", era um tipo de sonho de consumo meu - o vinil, nacional e disponível até aqui em Americana, era lindão (é até hoje), mas eu queria mesmo era o CD. A música escolhida pela produção foi "Everything Flows" e eu fiquei simplesmente maravilhado. Com a banda, com a música, com o festival e com a galera pulando e dançando mesmo no meio daquela lama toda. No catártico final da música (dá pra ver aqui, junto com "The Concept" e "Satan". "Everything" é a última música do primeiro vídeo de dez minutos na lista), eu me vi imaginando se um (então) garoto de Americana um dia conseguiria "experienciar" aquilo. 1992! Os anos, claro, foram se passando. Vieram Sonic Youth, deixei de odiar e passei a amar Jesus & Mary Chain, vieram Smashing Pumpkins, Weezer, Flaming Lips, Wry, Delgados e Urusei Yatsura. Mas o jovem Sig ainda se lembrava do especial da Band e seguia ouvindo "Tineijão", buscando versões de "Everything Flows" (tem até uma do Pin Ups, cantada pelo Marco!) e sonhando com esse show. Que finalmente aconteceu em 2004. Se não me engano, a última música de um dos shows em São Paulo foi exatamente "Everything Flows" e eu não pude deixar de me lembrar do clipe de 1992 e comparar. Eles já estavam bem tiozinhos (o que contraria os versos "we get older every year, but you don't change, or I don't notice you're changing" da música), o local era fechado e não era um festival, muito menos Reading. Mas a catarse era a mesma! Alguns dias depois, em Curitiba, no lendário Curitiba Pop Festival, tive a chance de viver de novo aquele videoclipe dos meus tempos de jovem Sig. A emoção e a alegria foram tão fortes que eu me prometi nunca mais ouvir a música, só para eternizar aquele momento na memória. E eu vinha mantendo a promessa, que obviamente vai ser quebrada nos próximos dias com um novo show do TFC aqui no Brasil. É claro que eu adoro "About You" e "Star Sign". Sonhei em cantar "Your Love Is The Place Where I Come From" como introdução a um pedido de casamento. Tentava curar algumas deprês ouvindo "Verisimilitude" (e ficava ainda mais triste). Mas a minha predileta do Teenage Fanclub sempre vai ser "Everything Flows". Acho que dá para entender por quê :)


Amanhã tem mais respostas... 

quinta-feira, maio 05, 2011

Maratona Teenage Fanclub - Faltam 6 dias: Os videoclipes


 Infelizmente não vai rolar show extra no Teenage Fanclub, disse hoje a Popload! :-( Mas, continuando a maratona, o tema de hoje são os clipes da banda. Postei todos que achei, caso lembrem de mais algum deem um toque nos comentários! =)

 Norman 3 (1991)


What You Do To Me (1991)


Star Sign (1991)

 The Concept  (1991)

Hang On (1993)


Fallin' (1993) (com o De La Soul)


Sparky's Dream (1995)

 Mellow's Doubt (1995)

 Radio (1993)


I Don't Want Control Of You (1997)

 Ain't That Enough (1997)


I Need Direction (2000)

 Dumb Dumb Dumb (2000)

#HappyBirthDayAdele: Adele faz 23 anos

A boneca Adele faz 23 anos hoje, 5 de maio, e já está na lista dos artistas jovens mais ricos do Reino Unido! Parabéns, sua linda! ♥

Eu sou ryca!!!

No Jools Holland ela contou como vai comemorar o seu aniversário. Cantaram até "Happy Birthday" pra ela!



E aqui o vídeo que o fã-clube Adele Brasil fez:



quarta-feira, maio 04, 2011

Maratona Teenage Fanclub - Faltam 7 dias: matéria na Bizz em 2001

Esse texto do Fábio Bianchini em uma edição da saudosa Bizz em 2001 foi um dos melhores que já li sobre o Teenage Fanclub. Na época escaneei e agora o achei na bagunça dos meus arquivos do computador.

Pra ver em tamanho maior, clique na imagem

Há alguns dias, o Bianchini postou a versão integral do texto em seu blog comemorando os dez anos desses três shows em Londres. Aula de jornalismo de música!

terça-feira, maio 03, 2011

Maratona Teenage Fanclub - Faltam 8 dias: As covers


Continuando a Maratona Teenage Fanclub, um post por dia sobre a banda até o dia do primeiro show! Além do repertório impecável em seus dez discos (não existe disco ruim dos caras), os fannies também capricham nas covers que costumavam lançar como lado B de seus singles. Selecionei aqui as mais conhecidas e outras nem tanto:



Femme Fatale (Velvet Underground)

Mr. Tambourine Man (The Byrds)


Like a Virgin (Madonna)


The Ballad of John e Yoko (The Beatles)

I Saw The Light (Todd Rundgren)

Between Us (The Rutles - paródia dos Beatles criada por Eric Idle, do Monty Python) 

Who Loves The Sun (Velvet Underground)


Tell Me What You See (The Beatles)

I Heard You Looking (Yo La Tengo)

It's So Hard To Fall In Love (Sebadoh)


Burned (Buffalo Springfield)

Christmas Eve (Gorky's Zygotic Minci)

Interstellar Overdrive (Pink Floyd)

Don't Cry No Tears (Neil Young)


Free Again (Alex Chilton)

Have You Ever Seen The Rain? (Creedence Clearwater Revival)

Jesus Christ (Alex Chilton)

Life's a Gas - T. Rex

Here Comes Your Man - Pixies

Lembrando que os shows acontecem dias 11 de maio em São Paulo e 12 no Rio de Janeiro. Pelo que vi o Gerard Love falando no Facebook há a possibilidade de um show extra. #Oremos!

segunda-feira, maio 02, 2011

Maratona Teenage Fanclub - Faltam 9 dias


Confirmados os shows do Teenage Fanclub dia 11 de maio em São Paulo e dia 12 no Rio de Janeiro, vou postar aqui durante esta semana os vídeos mais legais da banda que é a minha favorita de todos os tempos!

Aqui, trechos do show épico no Reading Festival, em 1992. Quem com mais de 30 não se lembra do especial sobre esse festival que a TV Bandeirantes passou na época? Acho que foi a primeira vez que um festival gringo passou na TV brasileira e com certeza marcou a vida de muita gente!