terça-feira, dezembro 13, 2011

Minhas Músicas Favoritas de 2011 (Playlist)


Subi no Mixcloud uma playlist com minhas músicas favoritas de 2011. Ouça! ;-)


Pra quem não conseguir ouvir no Mixcloud, tem no Divshare também pra ouvir e baixar:

sexta-feira, novembro 25, 2011

Denilson Monteiro lança a biografia de Ronaldo Bôscoli, "A Bossa do Lobo"; leia aqui o 1º capítulo

Ronaldo Bôscoli entre Vinícius de Moraes e Roberto Menescal
Conheci o Denilson Monteiro na época em que trabalhei no documentário do Simonal e logo nos tornamos amigos. Admiro imensamente o seu trabalho de preservar a história da música brasileira, que estuda há anos com muito amor e afinco. Seu primeiro livro foi a bio do Carlos Imperial (leia entrevista que o Hector Lima fez com ele sobre o livro) e também colaborou nas biografias do Tim Maia (Nelson Motta), Clara Nunes (Vagner Fernandes) e no livro de memórias de Erasmo Carlos.

Depois de "trombar" várias vezes com o compositor e jornalista Ronaldo Bôscoli na pesquisa de seus outros livros, o historiador teve a confirmação definitiva de sua vontade de escrever uma biografia do Lobo depois da grande interpretação de Mateus Solano como o compositor na minissérie "Maysa - Quando Fala o Coração", exibida pela Globo em 2009.

Pois enfim Denilson está lançando "A Bossa do Lobo" pela Editora Leya. São 500 e poucas páginas que li em menos de uma semana, com uma prosa muito gostosa de ler se e uma pesquisa tão apurada que faz a gente pensar várias vezes: "como ele ficou sabendo desse detalhe?". Quem se interessa por música brasileira não pode deixar de ler a história dessa figura chave na criação da Bossa Nova, na trajetória de Elis Regina, de Roberto Carlos e do amadurecimento da TV brasileira.
- Você começou na TV cantando em programa de cachorrinho amestrado, Bôscoli para Elis. - E você, que brochou ontem?, Elis para Bôscoli
Bôscoli entre Tom Jobim e Nara Leão
O lançamento oficial é hoje no Rio de Janeiro, mas o livro já está à venda nas melhores livrarias e sites. Pra quem estiver no Rio e puder ir, a noite de autógrafos é na Livraria da Travessa de Ipanema, a partir das 19h. A chance de trombar com vários dos personagens do livro é bem grande. ;-)
- Você já fumou maconha?, amigo. - Não, Bôscoli. - É o maior barato!, amigo. - Eu não gosto de coisas baratas. Garçom, me traz um Chivas Regal!, Bôscoli
Roberto Carlos e Bôscoli
Outra boa notícia é que um dos filhos de Bôscoli, o Bernardo, está produzindo um documentário sobre o pai, "Se é tarde me perdoa", aos moldes do doc sobre Wilson Simonal. No site www.ronaldoboscoli.com é possível ver qual o andamento do trabalho. Como há pouquíssimas gravações do pai em vídeo, parte do filme será dramatizado.

Gentilmente o Denilson cedeu com exclusividade a este blog o primeiro capítulo de "A Bossa do Lobo", que já começa de forma bombástica e não na tradicional, e às vezes maçante, sequência nascimento-adolescência-maturidade-morte.

Primeiro capítulo de "Ronaldo Bôscoli - A Bossa do Lobo", de Denilson Monteiro:




MEDO E DELÍRIO 

E subitamente a calma daquela tarde de verão carioca se foi. O céu ficou como breu; prédios começaram a tremer, denunciando que a qualquer momento desmoronariam; o asfalto da Barata Ribeiro dava sinal de que iria se abrir e engolir todos aqueles carros que por ela trafegavam, assim como os pobres infelizes que caminhavam pela calçada. Como testemunha daquela catástrofe iminente, o desespero tomou conta de Ronaldo Bôscoli. Seu coração acelerou, e uma insuportável dor castigou seu peito, o suor ensopava suas mãos, e o ar lhe faltava. Sua única sorte era não estar sozinho, ter ao seu lado Luiz Carlos Miele, a outra metade da dupla “Miele & Bôscoli”, que apimentava o mundo do entretenimento com os shows que criava na noite carioca, e que muitos pensavam tratar-se de uma única pessoa de tão unidos que eram. Ronga segurou forte o braço do amigo e, quase sem forças, disse:

— Vamos correr pra casa que o mundo vai acabar.

O Barba não compreendeu o sentido daquela inesperada visão profética do camarada. Achou que fosse mais uma de suas brincadeiras.

— O que é isso Ronaldo, que novidade é essa?

— Bicho, eu tô falando sério, vamos depressa que vai acabar. ESSA MERDA VAI ACABAR!

— Acabar como?

— CARALHO, VAMOS EMBORA, MIELE! ESSA MERDA VAI ACABAR!

Miele viu que a coisa era pra valer. Fez sinal para um táxi que passava, entrou nele com o amedrontado Ronaldo e deu ordem para o chofer:

— Toca pra Visconde de Pirajá!

Encolhido no banco de trás, Ronaldo via passar através do vidro do carro imagens tão pavorosas quanto as do inferno que no seu tempo de colégio os padres do São José relatavam para ele e os outros garotos. Torcia desesperadamente para que o motorista afundasse o pé no acelerador e deixasse todo aquele horror para trás.

À medida que o táxi se aproximava de Ipanema, o céu abandonava o negro, ficando num tom de cinza menos amedrontador. E, quando o carro parou em frente ao prédio da Visconde de Pirajá nº 22, e Miele o tirou de dentro, Ronaldo já podia ver o brilho de uma tímida luz que lhe aquietou um pouco o espírito. No elevador, seu coração voltou aos 80 batimentos normais, o suor gelado que escorria por seu rosto e mãos evaporou, e o ar retornou aos seus pulmões.

Assim que chegou à cobertura onde morava, Bôscoli abriu a porta e correu direto para o bar. Pegou uma garrafa que vivia enfiada num saco de papel, um copo e se serviu de uma dose de um líquido avermelhado. Era um Cinzano, um vermute, mistura de vinho, açúcar e extrato de plantas aromáticas, cujo fabricante afirmava “ir bem a toda hora e em todo lugar”, mas que Miele, assim como os demais amigos do Velho, considerava intragável e não compreendia como ele a apreciava, razão pela qual tinha por hábito manter a garrafa escondida num saco de supermercado.

Depois de o primeiro gole escorregar por sua garganta, Ronaldo já conseguia ver o resplandecente sol que iluminava aquele fim de tarde na cidade de São Sebastião e voltou completamente ao seu estado normal. Contudo, Miele, ainda assustado, quis uma explicação para aqueles momentos de tensão que presenciara.

— E aí, Ronaldo?

— Pois é, às vezes me dá uns troços assim.

Ronaldo vivia dizendo para o amigo que era maluco, que tinha carteira de sócio de sanatório e que, por isso, não era bom contrariá-lo. Mas Miele sempre achou que fosse piada. Entretanto, o que o Barba havia testemunhado pela primeira vez foi uma das crises de neurose de angústia ou síndrome do pânico que costumavam acometer Ronga. Quem via Ronaldo Bôscoli, o brincalhão e sorridente pregador de peças; a língua afiada capaz de ir direto a mais escondida fraqueza de quem cruzasse seu caminho; o homem que colocava o dedo nas feridas alheias e ainda o girava para machucar um pouquinho mais; o bem-sucedido e invejado sedutor de incontáveis corações femininos, não imaginava a enorme legião de demônios com que ele tinha de pelejar. Colocar os pés na rua era uma luta diária para ele.

Como ainda não havia sido daquela vez que o mundo acabaria, totalmente relaxado, depois do último trago e de contar para Miele mais uma versão de como suas crises tiveram início, Ronaldo foi apanhar papel e lápis para tentar escrever novas ideias para a reformulação de O Fino da Bossa, o programa da TV Record de São Paulo que estava patinando na audiência. Ele e o Barba tinham sido contratados para dar um jeito na atração e fazer com que ela recuperasse os telespectadores que havia perdido. Era um desafio, mas em nenhum momento tão grande quanto ter de lidar com a estrela do programa e sua inimiga mais do que declarada, Elis Regina. O mundo podia ter escapado de seu fim há poucos instantes, mas ninguém teria como assegurar que isso não aconteceria no dia marcado para a primeira reunião dos dois.



Título: A Bossa do Lobo: Ronaldo Bôscoli (compre aqui)
Autor: Denilson Monteiro
Editora: LeYa Brasil
Formato: 16 x 23cm
Nº de páginas: 544
Preço: R$ 44,90
http://geral.leya.com.br/catalogo/detalhes_produto.php?id=54352

quarta-feira, novembro 16, 2011

Saiu o clipe de "Set Fire To The Rain", da Adele


Estreou hoje no YouTube o clipe de "Set Fire To The Rain", da Adele, na minha opinião a música mais radiofônica de 21. O vídeo é extraído do DVD Live At The Royal Albert Hall, que será lançado no dia 28 de novembro.



Me inscrevi no site oficial adelístico pra estréia do DVD no cinema amanhã em SP e felizmente fui chamada! Depois conto tudo pra vocês! Já estou providenciando três caixas de lenços de papel! ;-)


sábado, novembro 12, 2011

"Rolling in the Deep" ganha DUAS versões em forró (atualizado)


Se virar versão de forró já é uma grande prova de sucesso, que tal DUAS versões de forró para "Rolling in the Deep", da Adele???

"Me Esqueça Por Favor" é a versão do Furacão do Forró, de Mara Pavanelly:


E o Aviões do Forró, da divônica Solange Almeida, fez "O Seu Tempo Passou":


Qual sua favorita? Sinceramente, estou em dúvida! Gostei muito mais dessas duas versões do que das covers irritantes que pipocam pelo YouTube! ♥

Update: Em dezembro surgiu MAIS UMA versão forró de "Rolling In The Deep", que desta vez virou "Você Mentiu", de Paulinha Abelha & Marlus:



Tem o remix forró do famoso Programa do Mução:



Sem falar no delicioso remix technobrega feito pelo DJ Jaloo:


Pintou também uma versão de "Someone Like You", que virou "Obcecada Por Você", dos Solteirões do Forró:



"Set Fire In The Rain" também ganhou uma versão do Furacão do Forró, mas até agora só soltaram o teaser:



Por favor, me mandem as versões que encontrarem pois eu adoro! ;-)

quarta-feira, novembro 09, 2011

Show de Adele que virou o DVD "Live At The Royal Albert Hall" vai ser exibido nos cinemas de 26 cidades do mundo


Pra comemorar o lançamento do primeiro DVD adelístico, Live At The Royal Albert Hall, cinemas de 26 cidades de todo o mundo vão exibir o show de Adele nos telões. Felizmente São Paulo está nessa lista, então corre no site www.adele.tv/cinema para fazer o pré-cadastro!

E foi divulgado o trailer do DVD, que será lançado no dia 28 de novembro, inclusive no Brasil! Se esse pedacinho já arrepiou, imaginem o DVD inteirooo??? ;~~



Surtei, chorei, desmaiei, me descabelei, MORRI! ;~~

domingo, outubro 16, 2011

Saiu a caixa da Celly Campello!


A gravadora Discobertas, do jornalista e pesquisador musical Marcelo Fróes, tem feito um trabalho incrível de relançamento de clássicos da música brasileira. Depois de Zimbo Trio, Ed Lincoln, Elza Soares, Beth Carvalho, Joyce e Taiguara, agora é a vez da Rainha do Rock, Celly Campello! A caixa abrange seus discos lançados na Odeon nos anos 50 e 60, incluindo o LP “Celly”, gravado em 1968 e nunca mais reeditado. O material foi todo remasterizado a partir das fitas originais e saem com capas e contracapas originais, faixas bônus, ilustrações raras e textos históricos escritos especialmente por Albert Pavão (um dos pioneiros do rock brasileiro e irmão da doce Meire Pavão).

Nascida em Taubaté em 1942, Celly foi - ao lado do irmão, Tony - o primeiro grande fenômeno do rock brasileiro quando estourou com sua gravação de “Estúpido Cupido” em 1959, aos 17 anos. Em pouco mais de dois anos gravou e lançou 5 álbuns, mas abandonou a carreira prematuramente após o casamento. Em 1976 voltou a fazer sucesso graças à novela Estúpido Cupido, da TV Globo, chegou a retomar a carreira, mas logo sumiu novamente dos holofotes. Infelizmente faleceu em 2003, aos 60 anos.

A caixa de Celly Campello já está à venda nos sites da Livraria Cultura e Saraiva e breve estará nas lojas do ramo.


Gostei demais da novidade, sempre toco Celly Campello em minhas discotecagens! ♥ E qualquer pessoa que se digne a resgatar a história da música brasileira sempre terá espaço neste blog! 

Celly e Tony Campello, "Tenho Tempo Para Amar" (1959)

"Gostoso Mesmo É Namorar" (1960)

Em 1976, na TV Tupi

quarta-feira, outubro 05, 2011

Mayer Hawthorne lança segundo álbum, "How Do You Do", e o clipe de "The Walk"


Mayer Hawthorne lançou ontem a versão digital do seu esperado segundo álbum, How Do You Do, que já seguiu direto para o Top10 do iTunes. Teremos aí a versão masculina e americana de Adele e da Amy (artista blue-eyed soul que faz um sucesso estrondoso no segundo álbum)? Tomara que sim pois ele merece um reconhecimento maior. Quem não se lembra de seus ótimos shows no Brasil no começo do ano?

O disco ainda não foi lançado no Brasil mas já circula por aí por vias extra-oficiais (ou no Grooveshark). Só ouvi duas vezes na íntegra mas já adianto que gostei bastante, tanto quanto do primeiro, A Strange Arrangement! Esse novo álbum deixa um pouco de lado o doo wop e vai mais fundo no soul e funk 60's e 70's. Também dá pra sentir uma bela influência do Steely Dan.

Hoje ele lançou no YouTube o vídeo para "The Walk", onde encarna uma versão do filme Sr. e Sra. Smith.  A gata do clipe é Taylor Cole, da série The Event. Apreciem:


The Walk

www.facebook.com/MayerHawthorne

segunda-feira, outubro 03, 2011

Playlist da semana: Sebarabasoulcissotchuneruneru


Nunca tivemos no Brasil uma diva pop pra chamar de nossa! Não digo a música popular brasileira, que é bem representada por Ivete Sangalo e afins, mas sim a pop music dançante e descartável a la Madonna e Britney Spears. Chegamos bem perto com a Kelly Key e o Rouge mas infelizmente suas carreiras não duraram muito.

Pra matar a saudade, nessa nova playlist selecionei nove músicas do mais legítimo pop (e R&B) dançante com vocais femininos produzido no Brasil nos anos 90 e 2000. Ouvindo a playlist na íntegra vocês vão entender o seu título. ;-) #voltaSNZ

sexta-feira, setembro 30, 2011

quinta-feira, setembro 29, 2011

domingo, setembro 11, 2011

O que eu fiz/escrevi no blog na época do 11 de setembro de 2001


Na época eu trabalhava na Soluziona.com, empresa de internet que ficava no Cenesp. Ninguém trabalhou direito no dia, claro, mas fiz uma cobertura intensiva por este blog, que mantenho desde outubro de 2000. Lembro que o Uol saiu inteirinho do ar e vários sites ficaram extremamente lentos e colocaram versões light no ar. E que o iG havia programado justo pra 11/09/01 um "Dia da Boa Notícia", obviamente logo abortado.

Também acompanhava as notícias pelo blog do Cris Dias, que na época morava em NY, e por um blog chamado Gringolândia, de uma garota chamada Deborah (não lembro o sobrenome, se alguém lembrar, por favor, coloque nos comentários).

O legal de nunca ter saído do Blogger é que tenho todos os arquivos do blog da época. Separei aqui os posts. O curioso é que vários eram bem breves, no estilo Twitter. Também é interessante relembrar a ingenuidade dos meus 24 anos. :-)

11/09/2001

12/09/01

13/09

14/09

15/09

19/09

20/09

21/09

25/09

E você, o que fazia na época? Se ainda estava na escola, por favor, não humilhe! ;-))

Canal Brasil estreia série sobre a gravadora Elenco


O Canal Brasil exibe a partir de 15 de setembro o especial “Elenco – A Casa da Bossa Nova”. Dividida em cinco episódios, a série apresentada por Charles Gavin mostra a história da lendária gravadora Elenco, comandada por Aloysio de Oliveira na década de 1960. Os episódios serão exibidos quintas-feiras às 21h com reprise domingos às 11h30.

“A série retrata não somente a trajetória profissional de Aloysio de Oliveira e de sua gravadora, mas também o nascimento, os fatos, os personagens e a explosão de um dos gêneros mais importantes da música do século XX: a bossa nova”, conta Gavin, que também assina o roteiro e a direção.

Fotos, capas de discos, trechos de filmes e gravações em áudio da época ilustram as entrevistas com o escritor Ruy Castro, o jornalista Sérgio Cabral, o empresário André Midani, os compositores Roberto Menescal, Carlos Lyra e Edu Lobo, entre outros.

Desenvolvido por Cesar Villela e Francisco Pereira, o design moderno das capas dos LPs da gravadora Elenco contribuiu decisivamente para a formação da identidade da empresa. Na série, as imagens das capas dos discos da gravadora foram escaneadas e restauradas a partir da coleção de LPs de Caetano Rodrigues, amigo do apresentador e colecionador de vinis como ele.

Eu, que vivo reclamando que a história da música brasileira não é bem preservada e divulgada, fiquei bem feliz com essa notícia! Pena que não tenho Canal Brasil no meu pacote da Net, vou ter que esperar algum bom samaritano disponibilizar no YouTube! :-S

domingo, agosto 28, 2011

A revelação soul Michael Kiwanuka lança o vídeo de "I'm Getting Ready"


Michael Kiwanuka é uma grata surpresa de 2011. Esse londrino de origem ugandense, de 23 anos, é conhecido dos fãs adelísticos por ter aberto parte da tour e o show do iTunes Festival de nossa musa. E ele logo começou a chamar a atenção com o seu soul sem firulas, numa pegada Bill Withers e Van Morrison.

O seu segundo EP, "I'm Getting Ready", será lançado no dia 18 de setembro. Vale a pena ficar de olho nele!



Música de seu primeiro EP, "Tell Me a Tale":



sexta-feira, agosto 26, 2011

Boss In Drama lança o vídeo de “I Don't Want Money Tonight”


O Boss in Drama lançou no YouTube o clipe “I Don't Want Money Tonight”, dirigido por Vandinho Santana e Marcelo Fubah e produzido pela Yellow Produtora. A música é o primeiro single de seu primeiro álbum, Pure Gold, que está prestes a ser lançado pela Vigilante.

Fiquei muito feliz pela gravadora ter me convidado pra escrever o release do disco. Acompanho a carreira do Péricles Martins desde o Gomma Fou e estou bem orgulhosa desse disco, que está lindo do começo ao fim! A participação da Christel Escosa em algumas músicas está especial, já a conhecia há alguns anos mas nem imaginava que a voz dela é tão linda! Dá pra ouvir e baixar mais três músicas do disco no Facebook.

Apesar de sempre ter sido louca por música nunca tive vontade de ser jornalista nessa área pois sei que jamais teria imparcialidade pra falar do tema. Nesse meio sempre gostei mais de produzir shows, festas ou de fazer assessoria de imprensa. Resumindo, pajeando o artista! *rss #soudessas

Assista ao clipe:


Cena do clipe

quarta-feira, agosto 24, 2011

Veja os novos clipes de Doncesão, SIRsir, João Sabiá, Marcelo Jeneci, Zebra Zebra, Rock Rocket, Publica, Los Porongas, Madame Saatan, Cabana Café, Criolo, Boss in Drama e... Wanessa


Vários clipes de artistas nacionais dos mais diferentes estilos estrearam nos últimos dias e todos super bem produzidos. Bacana isso, não? Antigamente era tão caro produzir um vídeo. Fiz um apanhadão logo abaixo (e estou atualizando o post):


Doncesão


SIRsir


João Sabiá


Marcelo Jeneci


Zebra Zebra


Rock Rocket


Publica



Los Porongas



Madame Saatan


Cabana Café


Criolo


Boss in Drama ♥

Brinde: (hehehe)


Wanessa
Qual seu favorito?

terça-feira, agosto 23, 2011

RIP Nick Ashford


Faleceu ontem aos 69 anos, o cantor e compositor Nick Ashford, que ao lado de sua esposa Valerie Simpson, foi autor de várias pérolas da música pop. Se você é fã de música negra provavelmente terá pelo menos uma dessa dupla em sua lista de favoritas. Separei aqui um Top 5, tarefa bem difícil!


(uma de minhas músicas favoritas!)







(aka uma das melhores músicas de todos os tempos!)

Aqui, ao lado de James Brown e de Chaka Khan, ele aparece ao piano no clássico The Blues Brothers:


Além das composições para outros artistas, formaram uma dupla de sucesso nos Estados Unidos nos anos 70 e 80, Ashford & Simpson, cujo maior sucesso foi "Solid". Em 2002 foram incluídos no Songwriters Hall of Fame. Em 2006 ganharam co-autoria de "Tears Dry On Their Own", de Amy Winehouse, que usou "Ain't No Mountain High Enough" como base. E continuavam a se apresentar nos dias de hoje. 

Mr. Ashford, descanse em paz e muito, muito obrigada por ter feito nossas vidas mais felizes com sua bela música! ♥

PS: Também faleceu neste dia 22/08 outro grande compositor, Jerry Leiber, autor de "Stand By Me", "Hound Dog" e "Jailhouse Rock". :-(

segunda-feira, agosto 22, 2011

Mayer Hawthorne divulga capa de seu novo álbum, "How Do You Do"

Mayer Hawthorne tem divulgado na internet novidades sobre seu esperado segundo disco todas as segundas-feiras, as #MayerMonday . Ele acaba de divulgar a capa do disco, How Do You Do, que será lançado no dia 11 de outubro.


Que graciiinha! ♥

Pra quem ainda não viu, há algumas semanas ele divulgou a música "A Long Time", com um clipe bem bacana que usa imagens de seus programas de TV favoritos na infância, The New Dance Show.

Marina & The Diamonds e sua farofa radioativa


Marina & The Diamonds já havia se declarado um "#FAIL" por seu primeiro álbum, The Family Jewels, não ter tido um sucesso muito grande ("I feel pissed off I'm not bigger"), então já era de se imaginar que ela procurasse um caminho mais pop em seu segundo disco. Sem falar na turnê com a farofenta Katy Perry, que logo virou amizade. Pois eis que depois da conceitual "Fear and Loathing" Marina lançou hoje mais uma música de seu novo e misterioso projeto Electra Heart, "Radioactive":


Pois é... BEM diferente de tudo de seu primeiro CD! O poperô tem produção da dupla de produtores noruegueses Stargate (Rihanna, Katy Perry, Ne-Yo, Beyoncé) e do DJ Chuckie. Não é ruim, é uma farofa gostosinha e recheada até, embora esse synth eurodance já esteja mais manjado do que andar pra frente. O que me desagradou mais é ela tentar disfarçar com esse conceito artsy, peruca loira, superego e tal... Quer ser pop assume logo, Marina, saia do armário! ;-)

Essa "nova fase" já está dando o que falar. Os fãs estão surtando nos comentários do vídeo no YouTube. Alguns odiando mas muitos amando! Bom, não abandonei o Calvin Harris quando ele farofou, não vou abandonar a Marina. Gosto demais dela e ainda quero saber o que ela está guardando na cartola para o restante do disco. Oremos! \o/

O single vai ser lançado no dia 3 de outubro e o disco no início de 2012. O que vocês acharam de "Radioactive"?

Update: Saiu uma versão acústica da música. Linda! ;~~